Momento poético

Estou-te esperando, em devaneio,transferir
no nosso quarto com duas portas,
e sonho-te vindo
e no meu sonho
entras até mim pela porta da direita;
se, quando entras,
entras pela porta da esquerda,
há já uma diferença entre ti e o meu sonho.
toda a tragédia humana está neste pequeno exemplo
                                               de como aqueles
                                                com quem pensamos
                                                 nunca são aqueles
                                                em quem pensamos.
Fernando Pessoa
Anúncios


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s